-
Blog leia todos os artigos publicados pelos nossos psicólogos

O que é a Gestalt-terapia?

Assuntos: Psicólogo SP, Psicoterapia e Mudança | Autor: Luana Inácio | | Postado em 25.08.2014

Gestalt terpia psicologo vila mariana“Viver é isto: ficar se equilibrando, o tempo todo, entre escolhas e consequências” (Jean-Paul Sartre)

A abordagem psicológica que serve como escopo para meu trabalho clínico e hospitalar, é a Gestalt-terapia e nesse texto pretendo contar um pouco sobre essa abordagem.

O que é Gestalt-terapia?

A Gestalt-terapia é uma abordagem psicológica embasada no método fenomenológico e, no existencialismo e na psicologia humanista, enquanto visões de homem.

O fundador mais conhecido, entre sete pessoas, é Frederick Salomon Perls (1893-1970), conhecido como Fritz Perls. Perls teve grande influência da teoria da psicanálise, escreveu seu primeiro livro na década de 40, intitulado Ego, Hunger and Aggression. Apesar de grande influência da psicanálise, Perls apresentava alguns questionamentos, o que contribuiu para a formação da sua teoria a Gestalt-terapia.

O segundo livro Gestalt Therapy, publicado em 1951, nos Estados Unidos, com a colaboração de Ralph Hefferline e Paul Goodman, mostra pela primeira vez a denominação Gestalt-terapia. Nesse momento, Perls não se denomina mais como psicanalista e passa ser o iniciador de uma nova linha teórica, e sua mulher Laura, que tem grande importância também no desenvolvimento da abordagem.

Suas influências teóricas:

A Gestalt-terapia foi sendo construída e sustentada pelas influências da Psicologia da Gestalt, Teoria de Campo, Teoria Organísmica, filosofias de base fenomenológica, existencial e humanista, dentre outras.

Com a influência da psicologia da Gestalt, a palavra Gestalt, é uma palavra alemã, em que não há uma tradução equivalente. Gestalt, é uma forma, uma configuração, ou seja, as partes ou todos são vistos a partir de uma totalidade. Em Gestalt-terapia compreendemos como o homem é capaz de configurar as situações vividas, ou seja, o homem tende a buscar a melhor forma, para lidar com as situações vividas.

A relação do homem com seu meio:

O homem está em permanente relação com o seu meio, é um ser biopsicossocial, que busca no meio a satisfação das suas necessidades, o processo pelo qual o organismo interage com o seu meio é chamado de autorregulação.

Viver é um constante equilibrar-se e desequilibar-se! Assim é o homem na vida, quando surge uma necessidade, o organismo vai em busca da satisfação, quando é satisfeita, entre num estado de equilíbrio. Quando surge outra necessidade, o organismo desequilibra, gera tensão, ocorre a busca de uma nova satisfação.

Quando ocorre a emergência de uma necessidade, ocorre uma mobilização no indivíduo. Quando ocorrem várias necessidades ao mesmo tempo, é necessário hierarquizá-las, de modo que satisfaça a necessidade dominante, chamada figura, pois é necessário que cada necessidade seja satisfeita de cada vez, as demais necessidades vão para o fundo, até poderem ser atendidas. A Gestalt compreende a interrelação entre figura e fundo.

Visão de homem para a Gestalt-terapia:

A Gestalt-terapia compreende o homem como um ser em construção, inacabado, estando em permanente relação com o seu mundo, atribuindo significado e sentido para sua existência.

É um homem aberto, capaz de revelar-se e desvelar-se a cada momento, carregando dentro de si o potencial para crescer e se desenvolver. É um homem corporificado que carrega histórias passadas, vivências do presente e projeta-se no futuro.

É um homem responsável pelas suas escolhas, capaz de criar-se e recriar-se diante do conhecido e ajustar-se criativamente diante do desconhecido; sem perder a essência do humano.

É uma existência singular, permeada de possibilidades, de abertura, que cabe à cada homem escolher seu caminho.

Objetivo do trabalho em Gestalt-terapia:

A Gestalt-terapia tem como objetivo auxiliar o cliente a se tornar mais aware, consciente de si mesmo, das suas necessidades e de como interage com o seu meio, como se afeta e como afeta o outro. Dessa forma, ao ajudar o cliente na ampliação de awareness, ele pode se dar conta da sua existência, no presente, no aqui-agora.

É ajudá-lo na busca de si mesmo, tornando-se o que se é, possibilitando uma existência mais autêntica consigo e nas relações que estabelece, podendo aproximar-se do nutritivo e afastar-se do tóxico, o que chamamos de contato. É a partir do contato, que significa a apreciação das diferenças que o homem pode crescer e se desenvolver.

É através do seu crescimento que consegue desenvolver seu autosuporte, acreditando nos seus recursos, podendo exercer sua responsabilidade, que segundo a Gestalt-terapia é a habilidade em oferecer respostas diante das situações e assim podendo desenvolver a capacidade de se apropriar das próprias escolhas.

Que o processo psicoterapêutico possa ajudar o cliente a se abrir para as possibilidades, na busca do autoconhecimento, ajudando-o a se apropriar das próprias escolhas. 

Entre em contato e agende uma consulta com a psicóloga Luana Inácio!

 

 psicologa vila mariana, São Paulo, SP. Luana Inácio é psicóloga clínica e hospitalar, atende crianças, adolescentes adultos e idosos no bairro de Vila Mariana, São Paulo, SP. 

 

 

 

 

Referencias Bibliográficas:

CARDELLA, B.H.P. A construção do psicoterapeuta: uma abordagem gestáltica. São Paulo: Summus, 2002.

FUKUMITSU, K.O. Suicídio e Gestalt-terapia. São Paulo: Digital Publish & Print, 2013.

PERLS, F. A abordagem gestáltica e testemunha ocular da terapia. Rio de Janeiro: Rio de Janeiro: LTC, 1988.

PERLS, F.; HEFFERLINE, R.; GOODMAN, P. Gestalt-terapia. São Paulo: Summus, 1997.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Planilhas para você + saiba mais
Sublocação de Sala + saiba mais
Cursos e Grupo de Estudos + saiba mais
Todos os direitos reservados © 2013 Senhora Terapia Design por xCake