-
Blog leia todos os artigos publicados pelos nossos psicólogos

A insônia nos dias de hoje

Assuntos: Saúde | Autor: Madellon Fraga | | Postado em 09.03.2015

O Dormir e o cérepsicologo tijuca bro.

A quantidade de sono necessária para sentir-se disposto e descansado varia de uma pessoa para outra. Alguns se sentem mais dispostos de manhã, outros trabalham melhor à noite.  As “boas horas de sono” todas as noites, são vitais para o bem estar físico, psicológico e emocional da pessoa, contribuindo para a sua saúde de uma forma geral.

Dormir é sinônimo de descanso para muitos.

O cérebro descansa?

O cérebro humano também permanece ativo durante o sono. A principal razão pela qual precisamos dormir, de acordo com os cientistas, é que o sono é necessário para o cérebro trabalhar eficientemente. Quando dormimos, o cérebro processa memórias e experiências emocionais, o córtex descansa e se recupera.”

Mas será que estamos descansando? Ou estamos deixando o cérebro mais ativo que o de costume?

O sono deveria ser uma coisa natural e não tem sido para alguns. Essa tem sido a queixa e sofrimento de algumas pessoas que não conseguem dormir nos dias de hoje.

Como estamos dormindo nos dias de hoje?

A que horas dormimos? Como dormimos? Conseguimos desligar das tarefas e compromissos diários? Os iphones e smartphones estão ligados o tempo todo embaixo e ao lado dos travesseiros, os computadores e tablets em frentes às camas e televisões ligados nos quartos. E-mails do trabalho acessíveis na hora de jantar, do banho, da novela, do filme, da história da criança. Não só coisas do trabalho, mas filmes e entretenimento, redes sociais plugadas 24 horas e todo tipo de estímulo visual excessivo deixando o cérebro totalmente “ligado” até tarde da noite. Como dormir assim, se o cérebro está recebendo um estímulo para continuar? Quando o indivíduo contemporâneo está desligando o seu dia de trabalho a fim de desligar a sua mente do trabalho e outras responsabilidades do dia que passou?

É necessário avaliar os hábitos e a rotina, a fim de identificar quais são os possíveis causadores de problemas do sono. Algumas vezes os maus hábitos podem ser os indutores e causadores de problemas de sono, e uma reeducação da rotina pode resolver muitos dos problemas.

Porém o problema pode ser mais sério, apontando para causas emocionais, físicas ou psiquiátricas por exemplo.

 

O que é a insônia?

Segundo a Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamentos da CID 10:

A insônia é um transtorno do sono, no qual as causas emocionais são consideradas fatores primários. A insônia é uma condição de quantidade e/ou qualidade insatisfatória de sono a qual persiste durante um período considerável de tempo.”

Pode-se dizer que insônia de curto prazo é quando a pessoa tem problemas de sono por mais ou menos até um mês. Quando os problemas de sono ultrapassam um mês a insônia já pode começar a ser considerada crônica.

Observa-se também que: “Entre insones, dificuldade de adormecer é a queixa mais prevalente, seguida por dificuldade de permanecer dormindo e um precoce despertar final. Usualmente, entretanto, os pacientes relatam uma combinação dessas queixas.”.

E Ainda: “Tipicamente, a insônia desenvolve-se num período de estresse de vida aumentado e tende a ser mais prevalente entre mulheres, indivíduos mais idosos, e pessoas psicologicamente perturbadas e em desvantagem socioeconômica.”.

Os indivíduos com insônia relatam tensão, preocupação, ansiedade, entre outros sintomas. Na hora de dormir, as pessoas não conseguem pegar no sono, pois ficam pensando sobre problemas pessoais, saúde e morte. Muitos buscam medicamentos sem auxílio médico ou álcool para aliviar a tensão causada pela insônia.

Sintomas da insônia:

Sentem-se física e mentalmente cansados, durante o dia, sentem-se deprimidos, aflitos, tensos, irritáveis e preocupados consigo próprios.

São muitos os males causados à saúde física, mental e psicológica do indivíduo se a insônia não for identificada e tratada com a devida atenção. É necessário lembrar, que uma avaliação clínica cuidadosa se faz necessária, a fim de compreender o que acontece na vida da pessoa que está sofrendo de insônia, podendo assim compreender o momento existencial do paciente e ajudá-lo da melhor forma possível, sendo a psicoterapia de extrema importância nesse momento.

O transtorno não orgânico do sono, ou seja, a insônia é identificada, pelo médico psiquiatra ou clínico geral, e pode estar associado ou não a outro transtorno.

psicologo-copacabana-rjMadellon Fraga é psicóloga clínica, graduada em psicologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2010).  Atende crianças,  adolescentes  e adultos em Copacabana e na Tijuca, Rio de Janeiro, RJ.  

 

 

 

Bibliografia:

CID 10:

Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamentos da Cid 10 – Descrições clínicas e diretrizes diagnósticas. Artmed.

Green,W. – 50 coisas que você pode fazer para cobater a insônia – Larousse.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Planilhas para você + saiba mais
Sublocação de Sala + saiba mais
Cursos e Grupo de Estudos + saiba mais
Todos os direitos reservados © 2013 Senhora Terapia Design por xCake