-
Blog leia todos os artigos publicados pelos nossos psicólogos

Motivação e mudança na dependência química

Assuntos: Saúde | Autor: Suzana Muniz | | Postado em 15.10.2014

psicólogo rj

De modo geral, os pacientes que buscam tratamento para o uso indevido de álcool e drogas não se sentem preparados para a mudança de seus hábitos. Na maioria das vezes, os sujeitos se encontram indecisos quanto ao fato de pararem ou não de usar a substância e outras vezes sequer cogitam esta possibilidade.Muitas vezes, o uso de drogas é associado ao alívio de sentimentos ruins ou prolongamento de sentimentos agradáveis.

Características do comportamento na dependência  química X Motivação

Uma das características do comportamento na dependência química é a busca da gratificação imediata, ainda que isso possa causar prejuízos em longo prazo. Mesmo estando consciente dos prejuízos causados por este comportamento, o indivíduo encontra muita dificuldade na tomada de decisão de abandonar este tipo de comportamento. Desta maneira, motivar o paciente é peça fundamental no tratamento da dependência química. A motivação é entendida como algo fluido e mutável e não como rígida e inerente à personalidade ou ao caráter da pessoa. Considerando a motivação como um estado interno que pode ser influenciado externamente, um dos principais objetivos no processo terapêutico deve ser motivar o paciente para tratamento e trabalhar sua motivação para a mudança uma vez que a motivação é um fator essencial no tratamento não apenas do dependente químico, mas em qualquer individuo que tenha objetivo de mudança, já que essa impulsiona e suscita o desejo de mudar.

Possibilidades de Tratamento X Entrevista Motivacional

É muito comum que pessoas desistam de prosseguir o tratamento, pois coloca-se quase que de forma  impositiva que o indivíduo queira ou deseje fazer o tratamento. Neste sentido, a Entrevista Motivacional é uma abordagem que foi criada para ajudar o paciente a desenvolver um comprometimento e a tomar a decisão de mudar. Esta abordagem caracteriza-se por ter um estilo contrário ao autoritário e confrontador. Tem como diferencial propor um tratamento psicoterápico para aquelas pessoas que se encontram desmotivadas, despreparadas e desencorajadas. Através de técnicas e estratégias apropriadas, esta abordagem lida especificamente com sujeitos que não veem seu comportamento como problema ou que estão em dúvida quanto a deixarem ou não de consumir uma droga ou abandonar um comportamento prejudicial.

Desta maneira, sendo a Entrevista Motivacional uma abordagem que visa auxiliar e fortalecer a motivação para a mudança, ela pode ser integrada a técnicas da Terapia Cognitivo-Comportamental e assim ajudar no tratamento de usuários e álcool e drogas.

psicólogo rjSuzana Muniz é  psicóloga formada pela UFRJ.Atua como psicóloga clínica em CAPS ad, sendo psicóloga efetiva na prefeitura municipal de Itaguaí. Atende adolescentes e adultos em Vila Isabel,  Rio de Janeiro, RJ. Também realiza atendimento domiciliar. 

 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Planilhas para você + saiba mais
Sublocação de Sala + saiba mais
Cursos e Grupo de Estudos + saiba mais
Todos os direitos reservados © 2013 Senhora Terapia Design por xCake