-
Blog leia todos os artigos publicados pelos nossos psicólogos

Sobre Passarinhos, humanos e seus ninhos

Assuntos: Senhora Terapia | Autor: Patrícia Souza | | Postado em 01.07.2015

capacidade de mudança

Passarinho faz ninho em um local onde ele julga seguro, aconchegante, com uma atmosfera de paz. Mas quando ele percebe que algo ameaçador pode colocar em risco a paz de seu ninho… Ele alça voo. A Natureza, em sua guerra da fome e da morte, privilegia a vida acima de tudo. Não fosse assim, o pássaro iria abandonar seu ninho ao primeiro sinal de perigo, e só voltar se fosse perfeitamente  seguro.

A maior parte das pessoas na atualidade tem se sentido assim. Diante de situações repetidas que a vida coloca, muitos se sentem paralisados, queixosos, sentem raiva por não sair do lugar. São os sonhos que morreram pra sempre e foram enterrados naquele amontoado de entulhos que se tornaram. Você diz: “Tínhamos planos… Tínhamos sonhos… Tínhamos projetos para aquele ambiente… E tudo acabou.”

Dá uma sensação estranha quando vemos que outras pessoas estão fazendo a reforma que tanto sonhávamos.  Que são os planos de outros que estão sendo executados… E não os nossos. Os nossos se desfizeram no ar… Como uma frágil bolha de sabão.

Aquele emprego monótono que não permite você exercitar seu potencial, sua criatividade, sua família que não reconhece suas qualidades e potencialidades.

Podemos ver a vida com os olhos de um pássaro que alça voo lançando-se rumo ao céu buscando liberdade e segurança, paz e aconchego. Seres tão frágeis e ao mesmo tempo tão fortes que constroem seus ninhos nas alturas onde julgam serem lugares seguros e aconchegantes para sua cria. Qual a atitude dos pássaros perante as adversidades? Gastam dias e dias a fazer o ninho, a recolher materiais, às vezes trazidos de locais distantes… E quando ele já está pronto e estão preparados para por os ovos, as inclemências do tempo ou a ação do ser humano ou de algum animal destrói o que com tanto esforço se conseguiu. Mas de forma alguma ele abandona a tarefa… Ele começa um novo ninho até que apareçam novos ovos. Dói recomeçar do zero… Mas ainda assim o pássaro não desiste, nem retrocede, avança cantando e construindo, construindo e cantando…

Diante das frustrações podemos muitas vezes pensar que o nosso trabalho, nossa família, nossos amigos não são o que sonhamos. Daí surge a vontade de abandonar tudo. Você diz: “Basta, não aguento mais. Vou jogar tudo para o alto!”. Porém a vida é um desafio constante, mas vale a pena aceitá-lo. E  sobretudo não perca a capacidade de mudança que a vida traz. Tenha certeza que as ruínas que colocam em risco a paz em seu ninho são oportunidades de crescimento e evolução. Um dos desafios que a modernidade nos impõe é o fato de que qualquer frustração que encontramos pelo caminho, é fruto da nossa impotência. Assim nos sentimos esgotados, estressados, sufocados pelos “nãos da vida”.

Porém não devemos permitir que os fracassos nos desanimem. Ao contrário, devemos considerar as falhas como um “sucesso tardio”. Se alguém falhar, isso significa apenas que a pessoa tentou que estava aberta ao desafio. Somente alguém que tenta fazer algo enfrentará a falha. Há um desafio em cada realização importante. Algumas vezes poderemos vencer e outras vezes poderemos falhar. Mas não devemos ter medo do fracasso. Se tivermos medo, nunca mais teremos sucesso e nunca conseguiremos nada.

psicologo rjPatricia Sousa é psicóloga e psicanalista: Pós graduanda, Curso de Especialização lato sensu em psicologia clínica.  Psicanálise com crianças – Intervenção Precoce – SEPAI – Serviço de Psicanálise em Atenção á Infância e Membro da Escola de Formação Fórum do Campo Lacaniano.

Atende na Tijuca e em Duque de Caxias, Rio de Janeiro, RJ.

Compartilhe:
Planilhas para você + saiba mais
Sublocação de Sala + saiba mais
Cursos e Grupo de Estudos + saiba mais
Todos os direitos reservados © 2013 Senhora Terapia Design por xCake